Itesp fará estudo para regularizar condomínios no município

A Câmara de Patrocínio Paulista vem acompanhando de perto a situação dos condomínios irregulares no município. Durante sessão ordinária realizada na semana passada, o responsável jurídico pela Câmara, Bruno Couto, disse que houve suspensão de processos contra os condomínios até que o Itesp (Fundação Instituto de Terras do Estado de São Paulo) faça um diagnóstico dos mesmos.

"A administração e os representantes dos condomínios pactuaram a suspensão dos processos de demolição até que o Itesp faça esse estudo. A data mais provável para o trabalho de campo é janeiro de 2019. Esse estudo que vai definir quais condomínios são passíveis de regularização. Aqueles que se enquadrarem na Lei da Reurb receberão as diretrizes urbanísticas, com as quais se iniciará a regularização”, disse Bruno.

Pelo menos onze loteamentos de chácaras foram iniciados de maneira irregular.