Câmara envia Moção de Repúdio à Secretaria de Segurança Pública

A Câmara Municipal de Patrocínio Paulista enviou Moção à Secretaria de Segurança Pública, órgão ligado ao Governo Estadual, por conta do fechamento da delegacia durante os plantões. O atendimento é feito em Franca desde o dia 1º de maio.

A Moção, que foi assinada por todos os vereadores, deixa claro ao governo que a medida trouxe prejuízo enorme à população não só em Patrocínio Paulista, mas em diversas pequenas cidades da região atingidas pela mudança. "Esperamos que as autoridades competentes reveja essa medida trazendo de volta o plantão e normalizando
os serviços na cidade", diz trecho da Moção.

Marcos quer saber como será a nomeação do novo provedor da Santa Casa

O vereador Marcos Roberto Fernandes apresentou requerimento, na sessão desta terça-feira, questionando a diretoria da Santa Casa sobre a forma que será escolhido o novo provedor da Santa Casa, já que o cargo está vago desde ontem após a saída de Ruben Schabert Soares.

Marcos acredita que a melhor maneira de preencher o cargo é realizando novas eleições, mas ele ainda aguarda um posicionamento da Santa Casa.

 

Lourival pede segurança no trânsito na porta da escola Jorge Faleiros

O vereador Lourival Crispolini quer o retorno dos agentes que cuidavam do trânsito na porta da escola Jorge Faleiros. Segundo ele, o município retirou os servidores que ficavam no local e impediam que os alunos se aglomerassem na rua.

“Ouvi dizer que é para cortar hora extra. Por isso, não fica mais ninguém na porta e nem os cones estão lá. Acredito que não custa tanto ficar vinte minutos de manhã e vinte a tarde. Sem essa segurança, os carros já estão circulando em alta velocidade e tem ônibus parando no meio da rua. É melhor voltar ao que era antes que aconteça algum acidente”, disse Lourival.

Lourival também apoiou a iniciativa do vereador Valdete de Jesus que cobrou a empresa de transporte que fixe os horários para saída das viagens. “Recebi várias reclamações também de que a empresa atual não têm compromisso com horário. Precisa manter o horário que a empresa antiga fazia”.

 

Néria alerta que mutuários da CDHU estão com risco de despejo

Durante a sessão da terça-feira, a vereadora Néria Buzatto alertou que alguns mutuários da CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano) correm o risco de serem despejados dos seus imóveis.

Segundo ela, a maioria não consegue negociar as dívidas com a companhia porque tem débitos, também, com o município. “Já existem ações judiciais em andamento para o despejo e não tem como eles negociarem por conta dos débitos tributários. A situação é preocupante e, como tudo recai sobre o município, precisamos encontrar um meio de intermediar uma negociação para não chegar ao ponto dessas pessoas serem despejadas”, disse.

Néria também aproveitou para sugerir que a Comissão de Saúde da Câmara, formada por ela e pelo vereador Marcos Roberto, se reúna com a diretora da Santa Casa para saber a situação atual do hospital, uma vez que o provedor renunciou ao cargo na última segunda-feira. “Precisamos nos posicionar em nome da população para saber dos detalhes, inclusive jurídicos, da situação da Santa Casa”, disse.