Câmara aprova Moção de Aplausos às Assistentes Sociais

A Câmara Municipal aprovou, na última terça-feira, a Moção de Aplausos às assistentes sociais de Patrocínio Paulista. A proposta foi apresentada pela vereadora Néria Lúcio Buzatto e teve aprovação unânime.

Néria disse que a homenagem se justifica pelo Dia das Assistentes Sociais, comemorado em 15 de maio, e pelo brilhantismo no desempenho de suas funções. "Não podemos esquecer de ressaltar a importância delas no desenvolvimento e implantação das políticas públicas voltas àqueles que mais precisam", disse a vereadora no texto da Moção.

Ainda segundo Néria, os profissionais da assistência social lutam incansavelmente, todos os dias, pela garantia dos direitos de cada cidadão e pela diminuição das desigualdades sociais, sofrendo muitas vezes a ira e pessoas sofridas que buscam respaldo pelos seus anseios de vida.

A Moção foi encaminhada ao Departamento de Assistência Social do Município, com cumprimentos e agradecimentos a todos os profissionais da área.

Sueli Berteli pede sinalização de trânsito no bairro Santa Cruz

A vereadora Sulei Berteli encaminhou indicação à Prefeitura pedindo para que o setor de trânsito tome providências quanto à sinalização de ruas do bairro Santa Cruz. Segundo ela, as ruas do bairro precisam de sinalização de solo e aérea.

"Os moradores têm reclamado muito da falta de sinalização. Além disso existe risco de acidentes no local. Por isso minha indicação para que o prefeito Mauro Barcellos acione o setor responsável", disse Sueli.

Vagner pede reposição de aparelho em academia ao ar livre

O vereador Vagner Andrade apresentou indicação à Prefeitura pedindo a reposição de um aparelho na academia ao ar livre da Praça São Sebastião. Segundo ele, o aparelho foi arrancado há quase dois anos e os frequentadores do local reclamam da falta do mesmo para a prática das atividades físicas.

CDHU fará pente fino em documentação de sorteados para as casas populares

O líder regional da CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano), Antônio Carlos Voltani, esteve hoje à tarde em reunião na Câmara Municipal de Patrocínio Paulista e garantiu: a empresa fará levantamento de toda a documentação dos sorteados com uma das 206 casas populares na cidade.

Antônio aceitou o convite do presidente do Legislativo, Cristóvão Barcellos Júnior, e esteve reunido com a comissão formada pelos vereadores Marcos Roberto Fernandes, Néria Lúcio Buzatto, Sueli Berteli, Alcides Resende e Ricardo Magrin, além da comissão que representa os interessados pelas casas populares, formada por Ronei Mattos, Cristiane Silene Pedroso Mattos e Maria Ângela Pereira da Silva.

Antônio Carlos disse que somente após o sorteio das unidades é que a CDHU tem condições de levantar registros em cartório e conferir se os dados fornecidos no dia da inscrição confere com o que prevê o edital para cada categoria de contemplados. A Prefeitura já encaminhou à CDHU uma lista contendo quase 60 nomes de pessoas que foram denunciadas por não se enquadrarem nos requisitos e que foram sorteadas com a casa. “Nós vamos levantar a fundo todas as denúncias. Quem omitiu informação será cortado da lista e dará lugar ao suplente”, disse.

Ainda segundo Antônio Carlos não há nenhuma possibilidade de novo sorteio, justamente porque a lista de suplentes existe para preencher os casos de exclusão de contemplados por informação incorreta. “ E quando o suplente é chamado, o processo é o mesmo. É conferida toda a documentação. Se não se enquadrar nas exigências, passa para o próximo da lista de suplência”, explica.

Um dos caminhos para a investigação da CDHU será junto às imobiliárias e cartórios da cidade e da região. As pessoas que têm terrenos em qualquer um dos novos loteamentos como Residencial Paraíso, Aroeira e Fábio Liporoni e ainda assim fizeram inscrição e foram sorteados certamente serão excluídos porque a CDHU vai pedir informações a todas as imobiliárias. A mesma coisa acontece com quem tem imóveis na cidade ou em outros municípios.