Marcos Roberto tem contas de 2014 aprovadas pelo Tribunal do Estado

O vereador Marcos Roberto Fernandes assinou nesta semana o parecer do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE) com a aprovação das contas da Câmara Municipal referentes ao exercício financeiro de 2014, período em que ele esteve na presidência do Legislativo.

“Trabalhamos sério com o dinheiro público, pagamos em dia as despesas da Câmara e ainda conseguimos fazer bons investimentos em 2014 que fez com que a Câmara mostrasse um trabalho ainda mais transparente”, disse Marcos, se referindo à instalação da TV Câmara, em que o internauta pode assistir de casa as sessões, ao vivo, e também ao site institucional que foi reformulado durante sua gestão.

Além de modernizar a Câmara com equipamentos que permitem a população acompanhar mais de perto o trabalho dos vereadores, Marcos também reformou o plenário do Legislativo, trocando todo o mobiliário, o que fez com que a plateia que assiste às sessões fique de frente com os vereadores.

“Como disse, fizemos bons investimentos e ainda devolvemos mais de R$ 80 mil à Prefeitura naquele ano”, concluiu Marcos.

Dr. Cristóvão se afasta por três meses e meio da Câmara

O vereador e presidente da Câmara, Cristóvão Barcellos Júnior, pediu afastamento por três meses e meio do cargo. Ele alegou motivos pessoais para a saída temporária. O requerimento foi lido e aprovado na sessão da última terça-feira.

Seu suplente, Geraldo Conceição Mendes (PRB), já foi convocado e assume a cadeira no dia 26 de setembro. Na mesma data, a Câmara realiza eleição para escolher um novo presidente.

Câmara acompanha parecer do TCE e rejeita contas da Prefeitura de 2014

A Câmara de Patrocínio Paulista rejeitou as contas da Prefeitura Municipal do exercício de 2014, ano em que o ex-prefeito Marcos Ferreira (PT) esteve à frente da administração. A rejeição segue determinação do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo, o TCE, que emitiu parecer desfavorável as contas.

A rejeição do Tribunal se deu ao fato do déficit orçamentário registrado naquele ano. O TCE apontou o "excessivo percentual de alterações orçamentárias, superior à inflação do período; a falta de liquidez face aos compromissos de curto prazo; a falta de recolhimento dos encargos do INSS; as deficiências no planejamento das políticas públicas; o não atendimento à Lei de Acesso à Informação e à Lei da Transparência Fiscal; as falhas nas contas de gestão e as irregularidades na área de pessoal, sem prejuízo de RECOMENDAÇÃO no que se refere à edição do Plano de Saneamento Básico e à criação do Serviço de Informação ao Cidadão, bem como de DETERMINAÇÃO quanto à regularização do pagamento de horas extras do quadro de pessoal do Executivo", diz trecho do parecer.

De acordo com a diretora Jurídica da Câmara, Danúbia Siqueira, o documento foi encaminhado pelo próprio TCE ao Ministério Público, no Fórum de Patrocínio Paulista, que será responsável por analisar todos os apontamentos feitos bem como às explicações do ex-prefeito. Caso necessário, caberá ao MP penalizar os responsáveis.

Políticos da região prestigiam primeira sessão do vereador Valdete de Jesus

O vereador Valdete de Jesus, do Partido Ecológico Nacional (PEN) assumiu, ontem, a cadeira da vereadora Sueli Berteli, que se afastou por um período de quatro meses da Câmara. A primeira sessão do vereador foi prestigiada por políticos da região.

Estiveram presentes durante a sessão o ex-prefeito de Franca, Alexandre Ferreira (PSDB); o vice -prefeito de Cristais Paulista, Edvaldo Costa (do Solidariedade); o vereador de Cristais Paulista, João Márcio Santos (do Solidariedade) e o vereador de Franca, Tony Hill (PSDB).

Valdete disse que vai fazer o seu melhor na cadeira de vereador. "Não vou decepcionar a vereadora Sueli e nem os eleitores", disse ele que, ainda ontem, fez uma indicação verbal para a troca de telhas do quiosque localizado ao lado da escola "Irmãos Matos".

A posse oficial de Valdete será na próxima terça-feira, segundo explicou o vereador Ricardo Rocha, vice-presidente da Câmara. Rocha conduziu a sessão na noite de ontem.