Câmara vota salários de prefeito, vice-prefeito e vereadores

Tramita na Câmara de Patrocínio Paulista os Projetos de Lei 44 e 45/ 2016 que fixa os salários do prefeito, Vice-prefeito e vereadores da cidade. A votação deste tipo de matéria é feita sempre no último ano de mandato dos vereadores, geralmente no mês de junho.

Os projetos entraram em votação, ontem, e já foram aprovados por unanimidade. A segunda votação ocorre na semana que vem. Pelos projetos não haverá nenhum percentual aplicado sobre os valores atuais.

Aprovado subsídios para entidades assistenciais

Entidades de Patrocínio Paulista vão receber subsídios que, somados, chegam a R$ 535 mil. O Projeto de Lei 42/2016, que autoriza os repasses, foi aprovado durante sessão de ontem da Câmara Municipal. Pelo projeto receberão os subsídios o Lar Frederico Ozanan (R$ 110 mil); Apae (R$ 64,8 mil); Oficina Santa Rita de Cássia (R$ 36,9 mil); Centro Comunitário Maria do Rosário (R$ 49 mil) e ONG Sonho de Criança de 0 a 17 anos (R$ 162 mil) e ONG Sonho de Criança de 6 a 15 anos (R$ 114 mil).

Os repasses são para custear os trabalhos das entidades no segundo semestre de 2016.
José Milton Faleiros e Carlito Funchal votaram contra a matéria. Eles entendem que os subsídios destinados a ONG Sonho de Criança precisam ser melhor explicados.

Projeto de encampação de estrada é aprovado pela Câmara

A Câmara aprovou, na sessão de ontem, o Projeto de Lei 37/2016 de autoria do vereador Carlito Funchal que prevê a encampação de pouco mais de um quilômetro de estrada rural. Na prática, a encampação vai melhorar o escoamento da produção rural das fazendas que margeiam a estrada e o trânsito de veículos com alunos que moram na área rural. Isso porque, ao ser encampada, a estrada passa a fazer parte da malha viária do município e pode receber melhorias

Patrocínio Paulista pode ficar fora dos Jogos Regionais

Os atletas de Patrocínio Paulista podem ficar de fora dos Jogos Regionais. O motivo seria a falta de verba do município. Alguns atletas procuraram a Câmara Municipal para pedir ajuda e o presidente Marcos Roberto Fernandes já solicitou à Prefeitura que reavalie a situação.

Caso fique fora dos Jogos, Patrocínio ficará impedida de participar por, pelo menos, três anos consecutivo dos jogos. Também cabe multa ao município.

Nesta tarde, Marcos Roberto assinou um oficio que foi endereçado ao prefeito Marcos Ferreira para cobrar a participação dos atletas de Patrocínio. “Vamos fazer o que tiver ao nosso alcance para que a cidade continue nos jogos como sempre esteve. Aliás, os atletas representam muito bem o nosso município”, disse o presidente.