Vereadores autorizam repasses de R$ 734 mil à Santa Casa

 Os vereadores aprovaram na sessão de ontem, por unanimidade, o Projeto de Lei 18/2016 que autoriza o fechamento de acordo entre a Prefeitura e a Santa Casa para os atendimentos dos serviços de urgência e emergência à população até dezembro deste ano.

O projeto prevê repasses no valor de R$ 734 mil que serão destinados ao custeio de despesas, pagamentos de honorários médicos, compra de medicamentos e demais materiais. Na semana passada a Câmara já havia autorizado repasse no valor de R$ 750 mil ao hospital para custear os serviços de especialidades médicas prestados ao município.

Os acordos foram fechados após a população e a Câmara se manifestarem contrárias – e realizar protestos - ao chamamento público de empresas de saúde para prestar os serviços ao município.

Na semana passada, o presidente da Câmara, Marcos Roberto, já havia antecipado que o município fecharia o acordo do plantão médico e comemorou. "Essa é uma conquista da população que muito batalhou para que a Santa Casa voltasse a atender os plantões. Quem ganha são os pacientes", disse Marcos.

O vereador Ricardo Rocha agradeceu à administração pela assinatura de mais um convênio com o hospital. “Quero agradecer ao prefeito Marcos Ferreira que cumpriu com a palavra ao fechar mais esse acordo. Quando estivemos em reunião, ele disse que acertaria com a Santa Casa. Então, quando tem que elogiar, a gente elogia”, disse.

Câmara busca solução para o transporte de alunos

A Câmara de Patrocínio Paulista está buscando uma alternativa para o transporte dos alunos da Escola Estadual “Jorge Faleiros”. O assunto esteve em discussão durante a sessão da Câmara após a leitura da resposta da diretora da unidade, Suraia Haber, com relação ao tema que havia sido levantado pelo presidente do Legislativo, Marcos Roberto.

Segundo a diretora, a solicitação de transporte escolar com monitor deve ser direcionada ao Poder Executivo. No ofício enviado à Câmara, a diretora diz que não partiu da escola o pedido de transporte dos alunos, principalmente do bairro Santa Cruz. Ainda segundo ela, a direção não pode indicar um funcionário para atuar como monitor de ônibus, já que isso configura desvio de função.

Durante reunião da Câmara, no dia 8 de março, a secretária Municipal de Educação, Liege Sabrina, afirmou que o município poderia fornecer o transporte, mas não os monitores.

O vereador Giovani Silva disse, ontem, que a Câmara precisa buscar uma solução para o problema. “Há algum tempo tenho sido procurado por várias famílias do Santa Cruz e Planalto pedindo o transporte dos alunos. Acho que deveríamos insistir porque os meninos realmente têm dificuldade, principalmente, em dias chuvosos. O ônibus tem. Então não está difícil resolver. É preciso achar um caminho legal para solucionar esse problema”, disse Giovani.

Marcos Roberto encaminhou, ainda ontem, um requerimento à Diretoria Regional de Ensino, em Franca, junto com a resposta da diretora da Jorge Faleiros, na tentativa de conseguir um monitor. “Ônibus e motorista tem. Não é possível que o Estado não possa ceder o monitor. Vamos continuar insistindo sim nesse assunto”, disse Marcos Roberto.

Giovani pede arrastão contra o mosquito aedes aegypti

O vereador Giovani Silva apresentou indicação na sessão da última terça-feira, dia 22 de março, pedindo a Prefeitura que promova um arrastão contra o mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, febre chikungunya e zica vírus. Para Giovani, a mobilização envolvendo os setores da saúde, de serviços e meio ambiente e a população em geral é o meio mais eficaz de se combater o mosquito. 

Durante a sessão, o vereador disse que esse é um apelo feito por todos os moradores. “Nesta semana fui procurado três vezes por pessoas que estão preocupadas com os casos de dengue no município. Em um dos casos, uma família inteira contraiu a doença. Então, é preciso uma mobilização para evitar que ocorra uma epidemia na cidade”, disse o Giovani.

O vereador aproveitou a presença do secretário de Saúde, Francisco Andrade, e sugeriu que, além do arrastão, o município envolva também crianças e adolescentes nas escolas levando informações sobre prevenção. Ele também sugeriu a realização de gincana entre os estudantes como forma de ajudar a recolher em casa materiais que acumulam água.

Presidente Marcos pede poda de eucaliptos no Marumbé

Indicação apresentada pelo presidente da Câmara, Marcos Roberto Fernandes, na sessão de terça-feira, pede à Prefeitura que promova, com urgência, a poda dos eucaliptos no Centro de Lazer Marumbé. Segundo o presidente, os moradores próximos ao local temem o risco de queda dos mesmos uma vez que estão muito altos.

Marcos Roberto também disse que, além do risco de queda, existe ainda o problema de sujeira por conta da quantidade de folhas que caem sobre as casas das imediações.