Câmara deve levar três denúncias ao Ministério Público

A quantidade de pombos que invadiram as quadras das escolas, o esgoto que corre a céu aberto e é despejado no Rio Sapucaizinho e os estragos no poço que fica próximo ao reservatório central de água serão temas de denúncias que a Câmara de Patrocínio Paulista deve apresentar ao Ministério Público.

A quantidade de pombos nas quadras das escolas, especialmente na Luiz Andrade de Freitas, tem preocupado pais e educadores. O assunto já foi discutido na Câmara e os vereadores pediram providências a Prefeituras, mas nada foi resolvido. Por conta da presença dos pombos, as aulas de educação física foram suspensas na escola.

Outra representação é com relação ao esgoto que está sendo despejado no Rio Sapucaizinho. Moradores da área central já reclamaram da poluição de mau cheiro, mas nenhuma solução foi dada ao caso. O problema tem causado muito incomodo aos moradores, já que além da degradação ao meio ambiente e o cheiro forte, eles têm convivido com bichos peçonhentos como baratas, escorpiões e ratos.

Também tem causado preocupação o fato de a prefeitura não resolver os estragos causados na ponte da Rua Coronel Jacintho, onde as chuvas levaram parte de um barranco e os estragos podem comprometer o abastecimento de água na área central e no bairro Santa Cruz. Alguns vereadores temem que com uma chuva mais forte, os estragos aumentem e atinjam o poço.

Câmara aprova repasse de subvenção ao Lar dos Idosos

Durante a sessão de ontem, 10 de maio, a Câmara aprovou, por unanimidade, o Projeto de Lei 30/2016 que prevê repasses de subvenção à instituição Frederico Ozanan (Lar São Vicente) que acolhe idosos com mais de 60 anos.

De acordo com a matéria encaminhada pelo Executivo, o lar vai receber repasses na ordem de R$ 30 mil. Os recursos serão usados para custear a folha de pagamento dos funcionários da área de limpeza e também para a compra de combustível.

 

Aprovado crédito para mais academias ao ar livre

A Câmara aprovou, ontem, o Projeto de Lei 29/2016, que autoriza a abertura de crédito no valor de R$ 39, 5 mil para a implantação de três academias ao ar livre na cidade. Os recursos são do governo federal. No mês passado, a Câmara já havia aprovado o Projeto 26/2016 que tratou da contrapartida da Prefeitura no valor de R$ R$ 4.681.

Pelo projeto serão instaladas academias no bairro Vila Hípica e nas praças Altino Arantes e da delegacia. Uma das academias, de um lote de quatro aprovadas no ano passado, foi instalada recentemente na praça da entrada da cidade (foto).

Durante a discussão sobre o projeto, ontem, os vereadores sugeriram à Prefeitura que contrate um monitor para instruir as pessoas que queiram utilizar os aparelhos. Isso poderia ser feito ao menos nos primeiros meses e por algumas horas do dia. A preocupação dos parlamentares é com o uso incorreto dos aparelhos que pode ocasionar lesões nos usuários.

Projeto autoriza créditos de R$ 42 mil para o CRAS

A Câmara aprovou o Projeto de Lei 22/2016 que autoriza a abertura de crédito adicional no valor de R$ 42.430,00 que serão utilizados em atividades desenvolvidas pelo Centro de Referência da Assistência Social, o CRAS, junto a comunidade, como palestras, oficinas e passeios.

O projeto entrou em discussão na sessão do dia 19 de abril e continuou em debate nas sessões seguintes (dias 26 de abril e 3 de maio). A responsável pelo CRAS, Ariela Salgado, chegou a participar da sessão para explicar a importância das atividades para as pessoas atendidas pela pasta.

A discussão principal girou em torno do valor, considerado alto por alguns vereadores, e a viabilidade da realização de projetos junto à comunidade neste período do ano, já que o município terá, ainda, que abrir licitação para contratar empresa que prestará os serviços.

O vereador José Milton Faleiros apresentou emenda para reduzir o valor para R$ 20 mil, mas a proposta foi rejeitada por cinco votos a três. Vale lembrar que os recursos são correspondentes da área da assistência social e só podem ser remanejados dentro da própria pasta.