Residencial Paraíso 2 é tema de discussão na Câmara

Uma reunião na Câmara de Patrocínio Paulista, ontem, discutiu a demora na liberação das construções do loteamento Residencial Paraíso 2. Representando a Câmara, estiveram presentes os vereadores Alcides Resende, Lourival Crispolini, Marcos Roberto, Néria Buzatto e Vagner Andrade. Pela prefeitura participaram engenheiros e advogado, além de representantes da loteadora 7M e donos de terrenos.

De acordo com a Prefeitura, a empresa responsável pelo loteamento precisa apresentar laudos para iniciar os serviços de infra-estrutura e, conseqüentemente, os lotes serem liberados para a construção. A loteadora se comprometeu a agilizar esse processo, especialmente, junto a CETESB (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo) considerado o processo mais complexo.

Segundo o vereador Marcos, a expectativa é de que os laudos necessários e a emissão dos documentos para a liberação do loteamento saia em até 60 dias. Porém, segundo ele, daqui a dez dias, a Câmara vai voltar a cobrar uma atualização desse processo.